A Filha do Tambor-Mor

22 a 26 de maio de 2019 | quarta a sábado às 21h00, domingo às 17h30
São Luiz Teatro Municipal

Foi com A Filha do Tambor-Mor, opereta de Jacques Offenbach interpretada pela Companhia Gargano, de Itália, que se inaugurou o Theatro D. Amelia, a 22 de maio de 1894. Cento e vinte e cinco anos depois, o São Luiz revisita aquele que seria o primeiro dos muitos espetáculos estreados nesta casa. Fá-lo como forma de recuperar a sua tradição operática, celebrar o seu nascimento e a sua história, mas também como forma de olhar o que aí vem. Para isso, chamou como diretor musical e maestro da orquestra, Cesário Costa, como encenador, António Pires, e lançou o repto às escolas artísticas do país, acreditando que os jovens representam o futuro das artes em Portugal e consciente de que não existem muitas oportunidades para se apresentarem publicamente.

Em palco, estão os alunos das escolas de ensino superior  de todo o país que se envolveram neste projeto: Universidade  de Aveiro; Universidade de Évora; ESART – Escola Superior de Artes Aplicadas, de Castelo Branco; Orquestra Metropolitana de Lisboa; Escola Superior de Dança de Lisboa; e Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa. Os participantes foram selecionados através de audições, para integrarem esta nova versão cantada no original francês e com texto em português. A António Pires e a Cesário Costa juntam-se Paulo Vassalo Lourenço, como maestro do coro, Dino Alves, nos figurinos, Aldara Bizarro, no movimento, A Tarumba – Teatro de Marionetas, na cenografia. Ao todo, são cerca de 150, os artistas envolvidos no espetáculo. Com A Filha do Tambor-Mor, o São Luiz volta a assumir a produção de um espetáculo, o que já não acontecia há muito tempo.

Participam neste espetáculo as bailarinas finalistas da ESD Catarina Rosa Moita, Cristiana Pardal, Inês Aguiar, Inês Coelho Duarte, Inês Coimbra, Joana Franco, Lara Maia, Mafalda Tereno, Raquel Silveira, Rita Carmo e Sofia Portugal.

Espetáculo inserido na programação do FIMFA Lx19 – Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas.

 

A entrada é livre, mediante levantamento de bilhetes no próprio dia, a partir das 13h, no limite de dois por pessoa.

Mais informações em São Luiz Teatro Municipal.

 

Fotografia © Estelle Valente / Teatro São Luiz

Posted in Notícias.