Licenciatura em Dança | Candidaturas e Inscrições

ESTUDANTE INTERNACIONAL


1 – CALENDÁRIO DO CONCURSO DE ACESSO:

* Novas datas. As datas podem ser sujeitas a alteração face à situação do COVID-19.

1ª Fase

Candidaturas (online): 03 a 17 de fevereiro de 2020
Divulgação da lista de candidatos admitidos a concurso: 03 de março de 2020
Divulgação dos resultados da fase de pré-seleção: até 14 de abril de 2020
Provas práticas: início a 08 de setembro de 2020 *
Divulgação dos resultados das provas práticas: até 11 de setembro de 2020 *
Divulgação da lista ordenada de candidatos: até 14 de setembro de 2020 * 
Período de matrícula: 16 a 18 de setembro de 2020 *

 

2ª Fase

Candidaturas (online): 18 a 30 de maio de 2020
Divulgação da lista de candidatos admitidos a concurso: 15 de junho de 2020
Divulgação dos resultados da fase de pré-seleção: até 26 de junho de 2020
Provas práticas: início a 08 de setembro de 2020 *
Divulgação dos resultados das provas práticas: até 11 de setembro de 2020 * 
Divulgação da lista ordenada de candidatos: até 14 de setembro de 2020 *
Período de matrícula: 16 a 18 de setembro de 2020 *

 

Candidatos admitidos para as provas práticas
Resultados das provas práticas  
Resultados finais  

 


2 – PRÉ – SELEÇÃO:
A admissão dos candidatos ao concurso de acesso inicia-se com uma fase de pré-seleção.
A fase de pré-seleção consiste na avaliação de um vídeo apresentado pelo candidato em que este executa exercícios de técnica de dança clássica, de técnica de dança contemporânea e uma coreografia.
Cada um dos exercícios mencionados no número anterior deve ter duração de 3 a 4 minutos e apresentar os seguintes conteúdos:

a) Técnica de dança clássica (adagio, enchâinement de pirouette, petit allegro e grand allegro);
b) Técnica de dança contemporânea (floor work, standing work - spine mobility, back, legs and arms work, balance and off balance and across the floor – changing levels, turns, jumps, falls);
c) Coreografia.

A gravação do vídeo, feita em estúdio, deve assegurar boa qualidade de imagem (estabilidade, luminosidade, definição, proporcionalidade) de modo a permitir a correta avaliação do concorrente (domínio técnico, caraterísticas físicas, expressão corporal e facial).
Os candidatos deverão apresentar-se equipados de acordo com o caráter específico de cada um dos exercícios indicados
Só passam à fase seguinte, seleção final do concurso, os candidatos considerados admitidos pelo júri.

 

3 – EFETUAR CANDIDATURA:
A candidatura online implica o upload dos seguintes documentos e comprovativos:

  • Vídeo com exercícios de técnica de dança clássica, de técnica de dança contemporânea e uma coreografia, executados pelo candidato, nos termos descritos no ponto 2 – pré-seleção;
  • Fotocópia do passaporte ou do documento de Identidade Estrangeiro;
  • Fotografia tipo passe a cores;
  • Declaração sob compromisso de honra, de que o candidato não tem nacionalidade portuguesa nem está abrangido por nenhuma das exceções definidas;
  • Documento comprovativo da conclusão do ensino secundário português ou equivalente (ENEM, em caso de estudantes brasileiros);
  • Documento comprovativo de que a qualificação académica faculta, no país em que foi obtida, o acesso ao ensino superior, devidamente validado pela entidade consular competente desse país;
  • Diploma comprovativo de conhecimento da língua em que o ensino vai ser ministrado correspondente ao nível B2 de acordo com o QECRL ou declaração emitida se forem frequentar o curso de português língua estrangeira;
  • Pré-Requisitos do Grupo A - Comunicação Interpessoal – (Atestado médico);
  • Boletim Individual de Saúde (boletim de vacinas);
  • Documento comprovativo de aprovação numa disciplina de ingresso exigida para acesso à ESD: GEOGRAFIA | FILOSOFIA | HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES | INGLÊS | MATEMÁTICA | PORTUGUÊS (ou aprovação em disciplina considerada homóloga);
  • Os documentos comprovativos da conclusão do ensino secundário e da qualificação académica, bem como o diploma comprovativo de conhecimento da língua em que o ensino vai ser ministrado devem ser traduzidos sempre que não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol, e visados pelo serviço consular ou apresentados com a Apostilha de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento.

Para qualquer esclarecimento poderá enviar um email para: servicoacademico@esd.ipl.pt

4 – LEGISLAÇÃO APLICÁVEL:

5 – VAGAS:
Foram estabelecidas 5 vagas.

6 – CONCEITO DE ESTUDANTE INTERNACIONAL:
São estudantes internacionais todos os estudantes que não tenham nacionalidade portuguesa, exceto:

  • Os nacionais de um Estado membro da União Europeia;
  • Os que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano em que pretendem ingressar na ESD, bem como os filhos que com eles residam legalmente;
  • Os que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresso regulados pelo Decreto-Lei n.º 393-A/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 272/2009, de 1 de outubro;
  • Os que se encontrem a frequentar a ESD no âmbito de um programa de mobilidade internacional para a realização de parte de um ciclo de estudos de uma instituição de ensino superior estrangeira com quem a ESD tenha estabelecido acordo de intercâmbio com esse objetivo.

7 – REQUISITOS EXIGIDOS PARA CANDIDATURA:

a) Habilitações académicas exigidas:
Titularidade de uma qualificação que dê acesso ao ensino superior.
• Ou titularidade de um diploma do ensino secundário português ou de habilitação legalmente equivalente.

b) Conhecimentos da Língua Portuguesa:
• Possuir nível de conhecimentos da língua portuguesa correspondente ao nível B2, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECRL);

c) Aptidão física:
• Satisfazer o pré-requisito do Grupo A – atestado médico

d) Provas de ingresso exigidas:
Os candidatos devem apresentar comprovativo de terem obtido aprovação em provas de ingresso, a nível de exames do ensino secundário, nos seguintes termos:
• Aprovação a nível de exames nacionais do ensino secundário português (como aluno autoproposto), em uma (só necessária uma) das seguintes disciplinas: GEOGRAFIA | FILOSOFIA | HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES | INGLÊS | MATEMÁTICA | PORTUGUÊS;
• ou apresentarem comprovativo de que fizeram exames finais a disciplinas homólogas das provas de ingresso do ensino secundário português, considerando-se homólogas as disciplinas que, ainda que com denominações diferentes, tenham nível e objetivos idênticos e conteúdos similares aos do programa da prova de ingresso que visam substituir. O(s) exame(s) a esta(s) disciplina(s) devem ter sido efetuados a nível nacional. Os exames finais  são válidos como provas de ingresso no ano da sua realização e nos dois anos seguintes.

8 - SELEÇÃO FINAL - PROVAS PRÁTICAS
Os candidatos que forem admitidos a concurso, na sequência da fase de pré-seleção, estão sujeitos à fase de seleção final, mediante realização presencial, na ESD, de três provas práticas para efeitos de avaliação. A aprovação nas provas práticas está condicionada à obtenção de uma classificação final igual ou superior a 9,5 valores, na escala de 0 a 20 valores.
As provas práticas a realizar são as seguintes:

1 – Prova de Técnicas de Dança

a) Objetivos: Avaliação dos conhecimentos e capacidade de execução do candidato em Técnicas de Dança;
b) Conteúdos:

  • Exercícios de Técnica de Dança Clássica;
  • Exercícios de Técnica de Dança Contemporânea;
  • Sequência de Repertório.

c) Avaliação - Parâmetros:

  • Aptidões físicas e de coordenação;
  • Conhecimentos e execução técnica;
  • Musicalidade e qualidade do movimento;
  • Ponderação: 8/20 valores.

2 – Exercícios práticos de resposta criativa

a) Objetivos: Avaliação da capacidade criativa e de improvisação do candidato;
b) Conteúdos: Exercícios de resposta criativa;
c) Avaliação - Parâmetros:

• Originalidade e criatividade
• Relação com o meio;
• Capacidade de solução;
• Ponderação: 3/20 valores.

3 – Prova de Composição Coreográfica

a) Objetivos: Avaliação da capacidade de criação coreográfica e de interpretação;
b) Conteúdos: Apresentação de um trabalho composto e dançado pelo candidato, com a duração mínima de 2 minutos e máxima de 4 minutos, com ou sem acompanhamento musical (para os candidatos que tragam música em suporte MP3, computador ou CD a escola dispõe dos respetivos leitores e cabos de ligação);
c) Avaliação - Parâmetros:

• Organização e realização de uma ideia Coreográfica;
• Criatividade e originalidade;
• Qualidade da interpretação e execução;
• Ponderação: 9/20 valores.

O resultado de cada uma das provas traduz -se numa classificação na escala inteira de 0 a 20.
A classificação final das provas práticas é a resultante do cálculo da seguinte expressão, arredondado às décimas, considerando como uma décima a fração não inferior a 0,05:
(8 × Ptd + 3 × Prc + 9 × Pcc)/20
em que:
Ptd = classificação da prova técnica de dança;
Prc = classificação da prova de resposta criativa;
Pcc = classificação da prova de composição coreográfica.

Será realizada uma entrevista visando conhecer as motivações profissionais, artísticas e pedagógicas do candidato, não relevando para a avaliação

9 - PROPINAS E EMOLUMENTOS (2020/2021):
Propina: 6.900,00 € (É concedida a redução de 50% aos estudantes oriundos dos países da CPLP, ao abrigo do Despacho nº 86/2018 – IPL)
Candidaturas: 102,50 €
Inscrição/matrícula: 40,00 €
Seguro: 2,50 €