O TODO O UM E O MUITO

17 setembro 2020
18h30 | 19h30
Recinto Desportivo do ISEL

No próximo dia 17 de setembro os alunos da Turma 1, do 1º ano do curso de Licenciatura em Dança, apresentam O TODO O UM E O MUITO, uma nova criação da professora Amélia Bentes, desenvolvida no âmbito da unidade curricular de Interpretação I. O espetáculo terá duas apresentações - uma às 18h30 e outra às 19h30 - no Recinto Desportivo do ISEL.

Para assistir ao espetáculo é obrigatório efetuar reserva prévia, enviando um email para centrodeproducao@esd.ipl.pt, com indicação do nome completo, hora de apresentação e número de bilhetes pretendidos, até às 12h00 de dia 17 de setembro. A lotação do espaço é limitada ao número de lugares disponíveis, mediante as normas gerais de higiene e segurança definidas pela Direção Geral de Saúde.

Informamos que o uso de máscara é obrigatório desde a entrada e em qualquer percurso dentro do Campus do ISEL, inclusivamente durante o espetáculo. 

 

Sinopse
Tudo tem fluxo e refluxo; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação.
Tudo é duplo; tudo tem dois polos; tudo tem seu par de opostos; o semelhante e o dessemelhante são uma só coisa; os opostos são idênticos em natureza, mas diferentes em grau; os extremos tocam-se.
"Pensar num corpo que rodeia e é rodeado pelo tempo, (…) O corpo é, assim, um volume de tempo uma coisa que ocupa espaço e tempo: o meu corpo ocupa o meu tempo." Gonçalo M. Tavares

Ficha artística
Coreografia: Amélia Bentes
Músicos ao vivo: Miguel Sobral Curado e João Valinho (Bateria)
Intérpretes: Alice Machado, Ana Catarina Lemos, Beatriz Silva, Francisco Freire, Gabriela Coelho, Inês Pinho, Inês Casaca, Inês Fertuzinhos, Íris Coimbra, Liliana Pereira, Maria Bento, Mariana Lopes, Mariana Ribeiro, Marta Soares, Ricardo Luís Oliveira, Sara Carvalho, Sofia Freitas, Susana Morgado, Telma Fonseca, Tiago Santos, Vânia Almeida, Pilar Lopes
Fotografia: Joaquim Leal

Videodança e Workshop | 28ª Quinzena de Dança de Almada

22 setembro 2020 | 15h00 - 17h00
Auditório C e Estúdio C3

No âmbito da parceria entre a Escola Superior de Dança e a Companhia de Dança de Almada, realiza-se este ano uma mostra de videodança e um workshop de Dança Contemporânea conduzido pelo bailarino e coreógrafo Bruno Duarte.

A atividade está inserida na programação da 28ª Quinzena de Dança de Almada, sendo no entanto reservada a alunos da ESD. A participação dos alunos está sujeita a inscrição prévia através de formulário de inscrição, remetido a todos os alunos por email institucional.

O evento tem um limite máximo de 20 participantes e a data limite de inscrição é dia 20 de setembro.

 

VIDEODANÇA | Sete Dias de Inverno
(seguida de conversa com Bruno Duarte)
Realização | Henrique Pina
Coreografia | Bruno Duarte

As Saturnais eram festas imperiais que decorriam na antiguidade Romana em adoração a Saturno, deus da agricultura.
Durante sete dias do mês de dezembro, Roma transformava-se e as normas sociais eram invertidas, em celebração da liberdade e de um novo ano agrário.
O espírito dessas festividades passou de povo em povo, transbordou fronteiras e permanece séculos mais tarde sob vários nomes e formas, adornadas pelos costumes de quem as acolheu.
Nas vilas de Trás-os-Montes, no norte de Portugal, os rituais em louvor à liberdade, à juventude e aos deuses pagãos transportam o simbolismo de outros tempos. Uma celebração à vida que se propaga pela multidão.
E o povo dança.

WORKSHOP | por Bruno Duarte
O workshop associado à apresentação da videodança Sete Dias de Inverno baseia-se, tal como o próprio filme e o espetáculo em que este se inspira, "Inverno", nas tradições rituais de Trás-os-Montes. O workshop inclui um aquecimento assente em técnicas de dança contemporânea e é seguido de uma sessão de reportório da criação coreográfica, num momento de exploração de movimento dinâmico e intenso.

Parceria
Quinzena de Dança de Almada (Companhia de Dança de Almada)

Fotografia da esquerda © Moonway Films

Projeto Compota – UM+UM=UM

De 7 a 13 de Setembro realiza-se a 14ª Residência Artística Compota com artistas profissionais e alunos da Escola Superior de Dança, da Escola Superior de Música de Lisboa e alunos do curso básico de dança da Escola Luís António Verney.

O desafio é a criação de um espetáculo original em apenas cinco dias, a partir de um processo de trabalho colaborativo, em torno da figura e obra de José de Almada Negreiros e a sua transposição/interpretação em movimento, imagem e som.

O espetáculo UM+UM=UM mistura dança, música, vídeo e palavra e será apresentado ao público nos dias 11, 12 e 13 de setembro, na Biblioteca de Marvila. Para além das quatro sessões do espetáculo, realiza-se ainda no dia 13 de Setembro um Baile aberto à Comunidade com Marta Coutinho e a participação especial do músico Ruca Rebordão.

 

Espetáculos
11 de Setembro | Sexta 21h
12 de Setembro | Sáb 17h e 21h
13 de Setembro | Dom 17h

Baile aberto à Comunidade* (todas as idades):
13 de Setembro | Dom 18h30
* Entrada gratuita mediante inscrição prévia através de bib.marvila@cm-lisboa.pt

Duração 60 min
Classificação etária M/6
Bilhetes 7€

Desconto de 50% para residentes na freguesia de Marvila, portadores de cartão BLX e alunos do ensino artístico mediante apresentação de cartão da escola.
O levantamento de bilhetes para os espetáculos é feito após reserva obrigatória. Todos os pedidos devem ser realizados até à véspera de cada sessão para o endereço sentidosilimitados.producao@gmail.com indicando número de bilhetes pretendido, nome e contacto telefónico de quem faz o pedido. Os bilhetes são levantados na Biblioteca de Marvila nas 2h que antecedem o início do espetáculo. As reservas não levantadas até 30 minutos antes do início da sessão serão consideradas nulas.

 

Ficha artística e técnica
Coordenação artística e produção: Paula Pinto
Orientação pedagógica: João Cunha
Coordenação musical: António de Sousa Dias
Oficina de dramaturgia Arte para Todos: Iraci Seefeldt e Robson Benta
Apoio à produção: Luísa Pereira e Maria Alves
Coordenação técnica: Nuno Várzea
Design gráfico: Marcelo Vaz
Figurinos e adereços: Isabel Peres
Registo e edição de imagem: António Busca
Produção: sentidosilimitados

Intérpretes: Ângelo Cid Neto, Bárbara Henriques, Beatriz Mira, Carolina Inácio, Catarina Marques, Cláudio Costa, João Fonseca, Leonor Mendes, Maria Inês Alves, Raquel Rego, Tiago Bôto e Tiago Silva (movimento e voz) | André Simões, Marta Domingues, Sara Marita e Simão Bárcia (ambientes sonoros e música) | Carlotta Premazzi e Daniel Rondulha (criação vídeo)

Apoios: República Portuguesa / Direcção-Geral das Artes, BLX-CML, Miso Music Portugal / O’Culto da Ajuda, Escola Básica Luís António Verney, Escola Superior de Dança e Escola Superior de Música de Lisboa.

 

Mais informações (+351) 919 746 826 | info@compota.pt

Parceria sentidosilimitados - associação cultural

Porta D | Residências Artísticas

Prestes a iniciar o ano letivo 2020/2021, a Escola Superior de Dança acolhe entre os dias 31 de agosto e 3 de setembro, dois bailarinos em Residência Artística. Lewis Gillon Seivwright e Joana Mário estão a trabalhar nos estúdios da ESD no projeto Panda Express, no âmbito de uma parceria com a Associação Materiais Diversos.

O projeto será apresentado no Festival (Re)union - Encontro Bienal de Artes Performativas que decorre de 1 a 11 de outubro de 2020, em Lisboa.

No âmbito do seu comprometimento de ligação à comunidade artística, a Escola Superior de Dança acolhe diversos grupos de criadores para realização de Residências Artísticas, apoiando desta forma os seus projetos e criações.

+ informação

Publicação dos resultados – projeto CORPOMUSIC

Foram publicados na Revista Portuguesa de Educação Artística os resultados do projeto CORPOMUSIC sob o título O impacto de uma prática pedagógica colaborativa entre professor, músico e estudante, no ensino vocacional da dança. O artigo tem autoria dos professores Isabel Duarte e Vítor Garcia.

A publicação deste artigo constitui o resultado do projeto de investigação CORPOMUSIC, desenvolvido pelos professores Isabel Duarte, Vítor Garcia, Sylvia Rijmer e o músico David Boyd, sob coordenação da professora Isabel Duarte, no âmbito do IDI&CA (Projetos de Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística) do Instituto Politécnico de Lisboa.

A Revista Portuguesa de Educação Artística é uma publicação do Conservatório - Escola Profissional das Artes da Madeira, Eng.º Luiz Peter Clode, que se dedica à divulgação de resultados de investigações e projetos direcionados para a educação, realizados em diferentes áreas artísticas.

O artigo encontra-se disponível para consulta através das seguintes ligações:
Revista Portuguesa de Educação Artística (volume 9, número 2, 2019)
Repositório Científico do IPL
Catálogo Bibliográfico do CDI

ESD Open Days Online

A Escola Superior de Dança, em colaboração com a Associação de Estudantes da ESD irá promover, nos próximos dias 1 de junho e 29 de junho a iniciativa ESD Open Days Online.

Tendo em conta o contexto de exceção que todos vivemos, decorrente da pandemia por COVID-19, a ESD promove duas sessões de conversa sobre o curso de Licenciatura em Dança, através da plataforma online Zoom/COLIBRI.

Estas sessões são abertas à participação de todos os interessados na candidatura ao curso de Licenciatura em Dança. Nestas sessões, os participantes poderão assistir a uma conversa informal entre estudantes da escola, que partilharão os seus testemunhos sob o mote "Como é ser estudante ESD?". Os interessados terão também oportunidade de participar e colocar todas as suas dúvidas e questões sobre o curso de Licenciatura em Dança.

O ESD Open Days Online insere-se na campanha IPL Open Days, uma iniciativa do Politécnico de Lisboa e das suas oito unidades orgânicas, com o intuito de dar a conhecer a oferta formativa da instituição aos candidatos ao ensino superior de todo o país. A iniciativa vai realizar-se em duas edições: de 25 de maio a 5 de junho e de 22 de junho a 3 de julho. 

Inscrições
A participação é gratuita, mas requer inscrição.
Após submissão do formulário de inscrição será enviado o link de acesso à sessão.

Programa
1 de junho | 15h30
29 de junho | 15h30

Para mais informações contactar o Centro de Produção, através do e-mail comunicacao.cp@esd.ipl.pt.

Regresso progressivo às atividades letivas presenciais

No seguimento das recomendações para o levantamento progressivo das medidas de contenção motivadas pela pandemia COVID-19, a Escola Superior de Dança irá retomar parcialmente as atividades letivas presenciais a partir do próximo dia 25 de maio.
 
A Direção da ESD assegura que o regresso será feito com critérios de segurança sanitária exigentes e com o compromisso de monitorização e atualização de procedimentos, sempre que necessário. 
 
Relativamente às atividades letivas, informamos que:
  •  As atividades letivas presenciais das unidades curriculares suspensas serão retomadas parcialmente a partir de 25 de maio;
  • Manter-se-ão os processos de ensino, aprendizagem e avaliação das unidades curriculares que estão a ser lecionadas em regime de ensino não presencial, até ao término das horas previstas no plano de estudos;
  • O calendário escolar irá prolongar-se até setembro de 2020, com interrupção para férias em agosto;
  • A ESD passará a funcionar de 2ª a sábado entre as 10h00 e as 22h00.
A construção de horários desfasados e distribuição das turmas por grupos permite uma utilização dos espaços por um menor número de alunos. Por outro lado, o alargamento do intervalo entre aulas permitirá gerir o arejamento dos espaços, bem como a sua limpeza e higienização. A informação atualizada sobre o funcionamento das unidades curriculares (turmas, grupos e horários) e a utilização dos novos espaços de vestiário encontra-se disponível no site da ESD, nas respetivas páginas dos cursos (Licenciatura em Dança e Mestrado em Ensino de Dança).
 
Neste regresso, é importante ter em conta algumas regras:
  • É obrigatório o uso de máscara, no Campus do ISEL, nos estúdios/salas de aulas ou noutros espaços de lecionação. Neste sentido, será disponibilizado material de proteção individual para discentes, docentes e funcionários não docentes, e também para todo o pessoal de limpeza e segurança;
  • Manutenção da distância de segurança e cumprimento das novas regras de circulação definidas nos espaços da ESD;
  • Higienização frequente das mãos e manutenção da etiqueta respiratória.
Os Serviços da ESD encontram-se em regime de teletrabalho, pelo que o contacto com os serviços deve ser efetuado via email (preferencialmente) ou através de contacto telefónico.
 
O sucesso desta fase depende da responsabilidade de todos, no cumprimento rigoroso das medidas de distanciamento social, comportamento cívico e cumprimento das medidas básicas veiculadas pela Direção Geral de Saúde. Estes são aspetos cruciais para que o plano de regresso às atividades presenciais se concretize com a maior segurança possível, mantendo-se a serenidade e o ânimo para finalizarmos com êxito o ano letivo 2019/2020. 
 
Para mais informações, consultar o Comunicado da Direção da ESD (6) (11.05.2020).

Feliz Dia Mundial da Dança!

Comemorar a Dança em tempos de pandemia

O Dia Mundial da Dança celebra-se, desde 1982, a 29 de abril.

Esta data - estabelecida pelo Comité Internacional da Dança (UNESCO) - coincide, não de forma aleatória, com a data de nascimento de Jean-Georges Noverre (1727-1810), distinto bailarino, coreógrafo e professor francês, autor da obra Lettres sur la danse et sur ​​les ballets (1760), considerada como uma obra de referência e decisiva para o estabelecimento da Dança, enquanto forma de Arte plena e autónoma, tal como a conhecemos hoje.

Anualmente, promovem-se iniciativas com o intuito de reforçar e captar atenções para esta Arte - nos seus variadíssimos domínios e estilos - catapultando para o espaço público, problemáticas e necessidades que sensibilizem a classe política e os governos para a tomada de decisões mais adequadas e beneficiadoras para o desenvolvimento da Dança.

Esta data é, também, ocasião propícia para fidelizar ou captar públicos cativando-os através da mestria da universalidade da Dança. Ou seja, o 29 de abril, de cada ano, é pretexto, muitíssimo válido, para se refletir a Dança e sobre a Dança.

Este ano (2020), as comemorações do dia 29 de abril terão, obrigatoriamente, de ser diferentes!

Em tempos de pandemia, com todas as medidas que o estado de emergência exigiu, e continua a exigir, colocou a TODOS - especificamente, ao que à Dança diz respeito (Escolas, Companhias, Projetos Artísticos e Entidades Culturais e Artísticas) - desafios brutais.

A tomada de decisões na ESD - sobre o encerramento de atividades, a suspensão ou continuidade de Unidades Curriculares (quais? porquê? até quando?) - num quadro de opções em que a saúde e a segurança de toda a Comunidade ESD tivessem a primazia, mas, simultaneamente, fossem garantidas as condições logísticas para dar cumprimento à missão da ESD e, sobretudo, salvaguardar a manutenção das especificidades dos nossos Cursos e o cumprimento dos objetivos e competências previstas nas FUC, aprovadas em CTC – foi, acreditem, muito difícil.

Acatar decisões superiores, honrar as nossas opções e assumir os desafios de novas abordagens (científicas, pedagógicas e didáticas, e de avaliação da Dança), em contexto de ensino não presencial, tendo por horizonte incertezas e muitos receios, constituiu-se a tarefa prioritária dos Órgãos de Governo da ESD.

O equacionamento (fundamentado e responsável) para a construção de um plano para o levantamento progressivo das medidas de contenção motivadas pela pandemia COVID-19, e a criação de condições para a sua operacionalização, são os desafios do presente.

Este ano, infelizmente, não poderemos associar - como sempre aconteceu – as atividades e as apresentações da ESD, às comemorações do Dia Mundial da Dança. Mas queremos que o dia 29 de abril continue a ser, uma data e um espaço de celebração.

Proponho que disfrutem das imagens do passado, de que nos orgulhamos (visitando a galeria do nosso site), e aderindo à iniciativa conjunta promovida pela AEESD e o Centro de Produção, da ESD, e para a qual foi convocada toda a Comunidade ESD.

Com um abraço e votos pessoais e institucionais de serenidade (para ultrapassar as vicissitudes do presente) e, esperança e ânimo (para enfrentar os desafios do futuro), partilho algumas fotos do meu arquivo pessoal: 1. Penteado para aula; 2. Fugaz momento de um port de bras;  3. Leveza do temps levé; 4. Suspensão do soubresaut.

      

Mensagem de Vanda Nascimento,
Diretora da Escola Superior de Dança

___________________________________________________________

Neste Dia Mundial da Dança, dia 29 de abril, em 2020 celebramos esta arte de forma diferente. A Associação de Estudantes e o Centro de Produção da Escola Superior de Dança lançaram um desafio a toda a comunidade académica - criar uma coreografia coletiva improvisada, juntos... mas desta vez em vídeo! A proposta foi aceite por alunos, professores e funcionários, que nos disseram: "Sim, quero participar!". Filmaram-se a dançar, em casa, e criaram uma corrente de transmissão de movimento. Mostramos agora o resultado desta iniciativa, que contou com os seguintes participantes:

Daniela Gonçalves, Susana Matos, Inês Pinheiro, Liliane Videira, Maria Francisca Nogueira, Cláudia Marques, Inês Cruz, Rita Pinho, Bárbara Henriques, Luana Frade, Rafael Pinto, Mónica Monteiro, Francisca Poças, João Carvalho, Joana Lopes, Miriam Pedroso, Margarida Galvão, Lucia Fernandes, Ana Sofia Tomás, Beatriz Lourenço, Fernanda Pereira, Rafaela Soares.

A todos eles, muito obrigada por fazerem parte desta celebração. Ainda que à distância, estamos apenas a um passo uns dos outros. Comemoremos a dança juntos! 

7ª Biennale Tanzausbildung 2020 – Hamburgo

Este ano, e pela primeira vez, a Escola Superior de Dança foi convidada a participar na Biennale Tanzausbildung, um importante encontro internacional sobre formação em dança, que se realiza a cada dois anos em diferentes cidades da Alemanha. A 7ª Biennale Tanzausbildung 2020 acontece de 17 a 23 de fevereiro de 2020, em Hamburgo, e conta, nesta edição, com a participação de quatro alunos e uma professora da ESD.

A Biennale Tanzausbildung constitui um importante momento de intercâmbio profissional entre escolas de dança de todo o mundo, permitindo uma partilha de experiências, conhecimentos e abordagens no âmbito da formação e trabalho entre estudantes, professores, artistas, investigadores e público. É sob o lema “City of Dances” que se encontram 18 escolas de dança - 9 escolas alemãs e 9 escolas a nível internacional -, contando assim com a participação de cerca de 150 estudantes de todo o mundo.

Durante esta semana, os participantes terão oportunidade de integrar diversas aulas de dança, workshops, visitas guiadas, palestras e conferências. Haverá ainda momentos de apresentação, nos quais os alunos terão oportunidade de partilhar as suas próprias peças de dança. As performances serão apresentadas no âmbito do Fokus Tanz #6, um festival anual de dança, que este ano acontece paralelamente à Biennale.

Apresentações ESD - no âmbito do programa SHORT PIECES
22 de fevereiro 2020, sábado | 18h30 | Kampnagel K2, Hamburgo
Quando a linha desalinha, de Janice Palma e Francisca Fernandes
Em Laivo, de Mariana Dias e Rafael Pinto

 

+ info: Website | Programação | Galeria de fotografias

© Foto: Ian Douglas, Design: queens-design.de

Projeto Compota – UMPONTOTRÊS

UMPONTOTRÊS é o espetáculo improvisado que mistura dança com música, vídeo e palavra em torno do universo de Fernando Pessoa e da fragmentação do “Eu”. Resulta do trabalho desenvolvido na 13ª Residência de criação Compota que se realiza de 10 a 16 de Fevereiro na Biblioteca de Marvila em Lisboa. Envolve uma equipa multidisciplinar com a participação de artistas profissionais e alunos da Escola Superior de Dança, da Escola Superior de Música de Lisboa (IPL) e alunos do curso básico de dança da Escola Luís António Verney.

Compota do inglês “Jam”, termo originário da cultura do Jazz que designa a improvisação coletiva de músicos, reúne intérpretes e criadores de diferentes disciplinas em sessões de pesquisa e criação, formação e espetáculos (2004-2020). Desde 2012 que as Residências de criação Compota oferecem a diferentes equipas a oportunidade de trabalhar colaborativamente para a criação de espetáculos originais em apenas cinco dias, utilizando a improvisação e a composição estruturada. Em 2020, Compota desenvolve-se com o apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes.

Compota relaciona-se e vive da articulação e diálogo entre diferentes artes criando uma “matriz viva” que as une. A ação interventiva do projeto permite que a atuação possa ser executada de forma diferente a cada nova apresentação. Os intérpretes surgem como facilitadores de uma experiência de carácter humanista, sensível, interativa, sensorial e única.

Espetáculos
14 de fevereiro, sexta-feira | 21h00 | Biblioteca de Marvila
15 de fevereiro, sábado | 17h00 | 21h00 | Biblioteca de Marvila
16 de fevereiro, domingo | 17h00 | Biblioteca de Marvila

No dia 12 de fevereiro será facilitada uma Oficina de Dança para Escolas com Ana Santos.

Duração 60 min
Classificação etária M/6
Bilhetes 7€
Desconto de 50% para residentes na freguesia de Marvila, portadores de cartão BLX e alunos do ensino artístico mediante apresentação de cartão da escola.
Os bilhetes podem ser levantados nos dias de espetáculo na Biblioteca de Marvila 1 hora antes do início da sessão.

Ficha artística e técnica
Coordenação artística e produção: Paula Pinto
Orientação pedagógica: João Cunha
Apoio à produção: Luísa Pereira e Maria Alves
Design gráfico: Marcelo Vaz
Coordenação técnica: Nuno Várzea
Figurinos e adereços: Isabel Peres
Registo e edição imagem: Pedro Rodrigues
Produção: sentidosilimitados
Intérpretes: Ângelo Cid Neto, Ana Rita Jogo, Andreia Alvelos, Beatriz Mira, Beatriz Saramago, David Silva, Francisco Chacha, Maria Inês Vilhena, Patrícia Coelho e Rute Segurado (movimento e palavra) | Carla Santana, João Caldas e Luís Mandacaru (ambientes sonoros e música) | Carlotta Premazzi e Daniel Rondulha (vídeo)
Participação especial: Deolinda Fernandes, Gabriel Sena da Silva, Maria Carlota Vieira, Pedro Castelo e Raquel Rego (dança).
Agradecimentos: António Busca, Leocádia Silva, Rosa Barreto e Rui Carlos Mateus.

Mais informações (+351) 919 746 826 | info@compota.pt

Parceria sentidosilimitados