Ciclo 1

Apresentações e espetáculos com trabalhos dos alunos do curso de Licenciatura em Dança da ESD

Na semana de 31 de outubro a 4 de novembro de 2016 decorre o Ciclo 1 (2016/2017) que tem como objetivo mostrar ao público o resultado de mais um ciclo de trabalho artístico da ESD.

A entrada é gratuita.

PROGRAMAÇÃO

FOLCLORE (antestreia) de Luis Marrafa
2 e 3 de novembro | 19h00 | Átrio da ESD
Nova criação coreográfica interpretada pelos alunos do 3º ano do curso de Licenciatura em Dança.

Sinopse: "Folclore é um conceito que designa, genericamente, um conjunto alargado e difuso de expressões culturais de cariz popular. Suplantando os domínios mais expectáveis da música, da literatura, do teatro ou da dança, o folclore é um fenómeno transversal que engloba todo o tipo de tradições e eventos cuja transmissão se faz de modo informal, de geração em geração. Em Folclore, Luis Marrafa recupera e reinterpreta algumas das mais reconhecidas danças folclóricas portuguesas, procurando traduzir a sua essência à luz dos códigos da contemporaneidade. Levado a cabo por um conjunto de 16 intérpretes, Folclore assume-se como uma viagem criativa e especulativa sobre uma parte da nossa herança comum. A sua estreia está marcada para o dia 27 de novembro de 2016, no Teatro Garcia de Resende, em Évora, no âmbito das comemorações dos 30 anos da classificação de Évora como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO." (Luis Marrafa, 2016)
FOLCLORE (teaser) no YouTube.

SOLTOS E LIGADOS (Criações I)
4 de novembro | 13h00 | Átrio da ESD
Apresentação dos trabalhos coreográficos do alunos do 1º ano, no âmbito da unidade curricular “Estudos de Movimento I”, com orientação do professor Fernando Crêspo.

Sinopse: "1. Um pequeno apontamento de corpos que atravessam o espaço e que procuram, na linha musical de Cage (In a Landscape, 1954), um caminho de encontros e desencontros, de aproximações e afastamentos.
2. Ou partindo do centro do corpo, de onde o movimento é projetado numa combinação livre de direções estruturantes, ou fazendo existir o movimento no espaço relacional dos corpos, as ligações entre ações realizam-se num tempo síncrono, suportadas pela peça de Reich (Eight Lines, 1980)."(Fernando Crêspo, 2016)

Posted in Notícias.