Docentes | Tiago Almeida

Tiago Alexandre Fernandes Almeida   ·   e-mail: talmeida@esd.ipl.pt

É Licenciado, Mestre e Doutorado em Psicologia Educacional pelo Instituto Universitário – ISPA. Atualmente é Professor Adjunto na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa. Nesta instituição coordena o domínio científico da Psicologia e o Curso de Pós-Graduação em Educação em Creche e Outros Equipamentos dos 0 aos 3 anos e integra a equipa de coordenação do Mestrado em Educação Pré-Escolar.

Colabora pelo 4º ano consecutivo no Mestrado em Ensino de Dança da Escola Superior de Dança do Instituto Politécnico de Lisboa.

Integra o Centro de Investigação em Educação do ISPA – Instituto Universitário.

Atualmente, os seus interesses de investigação centram-se na infância, nas crianças pequenas e nos seus contextos de vida. Especificamente, está a estudar o brincar de crianças pequenas com e sem incapacidade e a genealogia das representações de criança e infância desde o século XVIII até à atualidade.

 

Publicações recentes:

Almeida, T. (2018, aceite definitivamente a 22 de junho). Currículos e agenciamentos do devir: trânsitos ao redor de Deleuze na delimitação da infância a partir de Emílio de Rousseau. FRACTAL Revista de Psicologia, 30, 3, p. xx

Almeida, T. (2018, aceite definitivamente a 29 de agosto). O governo da infância: o brincar como técnica de si. Arquivos Brasileiros de Psicologia, XX, X, p. xx

Silva, A. & Almeida, T. (2018). Escritas inventadas em crianças de idade pré-escolar: A necessidade de um modelo que integre os contributos das abordagens fonológica, construtivista e da aprendizagem estatística. Psicologia Escolar e Educacional, 22, 1, p. 63-71 doi:10.1590/2175-35392018019534

Almeida, T. & Silva, C. (2017). Estabilidade gráfica das produções escritas de crianças de idade pré-escolar: Escrita cursiva e escrita a computador. Análise Psicológica, XXXV(4), p. 439-451 DOI 10.14417/ap.1249

Almeida, T., & Silva, C (2015). Programas de intervenção de escritas inventadas: comparação de uma abordagem transmissiva e construtivista. Psicologia Reflexão e Crítica, 28 (3), p. 613-622. DOI: 10.1590/1678-7153.201528320

 

>> voltar