Licenciatura em Dança | Candidaturas e Inscrições

REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO


* Novas datas. As datas podem ser sujeitas a alteração face à situação do COVID-19.

1ª Fase
Candidaturas (online): 01 a 15 de junho de 2020 - prolongamento do prazo até 19 de junho de 2020 *
Provas práticas (apenas para o regime de mudança de par instituição/curso): início a 08 de setembro de 2020 *
Publicação dos resultados das provas práticas: até 11 de setembro de 2020 *
Publicação dos resultados finais: 14 de setembro de 2020 *
Pagamentos relativos à inscrição: 16 a 18 de setembro de 2020 *
Inscrição às unidades curriculares: 21 a 22 de setembro de 2020 *

Efetuar candidatura

Candidatos admitidos para as provas práticas
Resultados das provas práticas 
Resultados finais 

 

2ª Fase
Candidaturas (online): 
23 a 24 de setembro de 2020
Provas práticas:
início a 29 de setembro de 2020
Publicação dos resultados finais: 
01 de outubro de 2020
Matrículas (online):
 02 de outubro de 2020

Efetuar candidatura

Candidatos admitidos para as provas práticas
Resultados finais 

 

3ª Fase (novo)
(3 vagas)

Candidaturas (online): 02 a 05 de outubro de 2020
Provas práticas: 07 de outubro de 2020
Publicação dos resultados finais: 08 de outubro de 2020
Matrículas (na Secretaria da ESD): 09 de outubro de 2020

Efetuar a candidatura

Candidatos admitidos para as provas práticas
Resultados das provas práticas 
Resultados finais 

 

Manual de instruções para candidatura online
Para qualquer esclarecimento poderá enviar um email para: servicoacademico@esd.ipl.pt

Consulte também:
Edital - 3ª fase de candidatura - Regimes de Reingresso e de Mudança de Par/Instituição Curso (novo)
Edital - 2ª fase de candidatura - Regimes de Reingresso e de Mudança de Par/Instituição Curso
Edital - Inscrições 2020/2021 - Licenciatura em Dança
Calendário completo das candidaturas 2020/2021 - Licenciatura em Dança


Legislação aplicável
Portaria 181-D/2015 de 19 de junho
Regulamento dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição/Curso da ESD

Nº de vagas: 3

Pré-requisitos
A Deliberação n.º 253/2017, de 03/04, da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES), fixa os pré-requisitos exigidos para a candidatura à matrícula e inscrição no ensino superior, no ano letivo 2018/2019.

REGIME DE REINGRESSO

1 - Reingresso é o ato pelo qual um estudante, após interrupção dos estudos num par instituição/curso de ensino superior, se matricula na mesma instituição e se inscreve no mesmo curso ou no curso que lhe tenha sucedido.
2 - Pode requerer o reingresso num par instituição/curso o estudante que tenha estado matriculado e inscrito nesse par instituição/curso ou em par que o tenha antecedido, ou que não tenha estado inscrito nesse par instituição/curso no ano letivo anterior àquele em que pretende reingressar.
3 - O reingresso não está sujeito a limitações quantitativas nem a provas de seleção.

Instrução do Processo de Candidatura (documentos a anexar ao processo de candidatura online):

  • Cópia do Cartão de Cidadão ou outro documento de identificação civil e fiscal
  • Fotografia tipo passe a cores
  • 51,25€ (cinquenta e um euros e vinte cinco cêntimos), como emolumento de candidatura do pedido de reingresso no Concurso Local de Acesso. O pagamento é efetuado através de referência multibanco que será disponibilizada

REGIME DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

1 - Mudança de par instituição/curso é o ato pelo qual um estudante se matricula e ou inscreve em par instituição/curso diferente daquele(s) em que, em anos letivos anteriores, realizou uma inscrição.
2 - A mudança de par instituição/curso pode ter lugar com ou sem interrupção de matrícula e inscrição numa instituição de ensino superior.
3 - Podem requerer a mudança de par instituição/curso os estudantes que:

a) Tenham estado matriculados e inscritos noutro par instituição/curso e não o tenham concluído;
b) Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para o Curso de Licenciatura em Dança da ESD, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
c) Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela ESD, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso.

4 - O regime de mudança de par instituição/curso aplica-se igualmente aos estudantes que tenham estado matriculados e inscritos em instituição de ensino superior estrangeira em curso definido como superior pela legislação do país em causa, e não o tenham concluído. Para os estudantes titulares de cursos não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português a condição estabelecida pelas alíneas b) e c) pode ser satisfeita através da aplicação do artigo 20.ºA do Decreto-Lei n.º 296-A/98, de 25 de setembro, na sua redação atual.

Instrução do Processo de Candidatura (documentos a anexar ao processo de candidatura online):

  • Cópia do Cartão de Cidadão ou outro documento de identificação civil e fiscal
  • Fotografia tipo passe a cores
  • Certificado de matrícula numa instituição do ensino superior
  • Documento comprovativo de que realizou as provas de ingresso exigidas para o par instituição/curso para que requer a mudança
  • Declaração de cumprimento de pagamento de propinas na instituição de ensino superior de origem
  • Documento comprovativo de não caducidade da matrícula por força do regime de prescrições, na instituição de origem, no ano letivo imediatamente anterior ao da candidatura
  • Carta de motivação
  • Currículo escolar e profissional, acompanhado dos respetivos comprovativos
  • Pré-requisito Grupo A — ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia — comprovados mediante declaração médica, sob a forma de resposta a um questionário, conforme modelo indicado pela Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior, fornecido pela Escola - Comunicação Interpessoal
  • Boletim Individual de Saúde
  • 61,50€ (sessenta e um euros e cinquenta cêntimos), como emolumento de candidatura ao regime de mudança de par intuição/curso. O pagamento ser efetuado através de referência multibanco que será disponibilizada

Estudantes que ingressaram através de modalidades especiais de acesso

1 - Para os estudantes que ingressaram no ensino superior através das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, reguladas pelo Decreto -Lei n.º 64/2006, de 21 de março, alterado pelo Decreto –Lei n.º 113/2014, de 16 de julho, a condição estabelecida nas alíneas b) e c) do ponto 4 do pode ser substituída pela aplicação do n.º 3 do artigo 12.º do referido Decreto-Lei.
2 - Para os estudantes internacionais, a condição estabelecida nas alíneas b) e c) do ponto 4 pode ser substituída pela aplicação do disposto nos artigos 5.º e 6.º do Decreto -Lei n.º 6/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto -Lei n.º 113/2014, de 16 de julho.

Provas de seleção

Os candidatos a mudança de par instituição/curso estão sujeitos à realização cumulativa das seguintes provas de seleção:

a) Provas práticas;
b) Apreciação do currículo escolar e profissional;
c) Entrevista

Provas práticas
As provas práticas têm como objetivo avaliar os conhecimentos específicos do candidato em dança e compreendem:

a) Uma prova de técnica de dança com exercícios de técnica de dança clássica, contemporâneo e repertório;
b) Exercícios práticos de resposta criativa;
c) Uma prova de composição coreográfica, mediante apresentação de um trabalho composto e dançado pelo candidato com a duração entre 2 e 4 minutos, com ou sem acompanhamento musical.

O resultado final das provas práticas prestadas traduz-se numa classificação, na escala de 0 a 20 valores, calculada de acordo com a seguinte fórmula:

(8xPtd + 3xPrc + 9xPcc)/20 em que:
Ptd - é a classificação da prova de técnica de dança;
Prc - é a classificação da prova de resposta criativa;
Pcc - é a classificação da prova de composição coreográfica.

Os candidatos que não obtenham a classificação mínima de 9,5 valores nas provas práticas são excluídos.

Apreciação do currículo escolar e profissional
A apreciação do currículo escolar e profissional do candidato destina-se a avaliar o nível de preparação por ele adquirido ao longo da vida, em resultado de formação ou de experiência, para a frequência de um curso superior na área da Dança.

Entrevista
A entrevista destina-se a:

a) Aclarar aspetos do currículo escolar e profissional do candidato;
b) Apreciar e discutir as motivações apresentadas pelo candidato para a escolha deste curso superior e as suas perspetivas de realização profissional futura;
c) Fornecer ao candidato informação sobre o curso, seu plano, exigências e saídas profissionais.

A apreciação resultante da entrevista deve ser reduzida a escrito e integrada no processo individual do candidato.

Classificação final e seriação
Às classificações das provas serão atribuídas as seguintes percentagens, para efeitos de classificação final:
Provas práticas - 60 %;
Currículo escolar e profissional - 20 %;
Entrevista - 20 %.

A decisão de aprovação traduz-se numa classificação no intervalo de 10-20 da escala numérica inteira 0-20 e é o resultado da média ponderada indicada para classificações obtidas nas provas práticas de dança, na avaliação do currículo escolar e profissional e na entrevista. As pautas de classificação final serão afixadas e divulgadas nas instalações da ESD, em local visível e próprio para o efeito, e no sítio da Internet.

Propinas e emolumentos - 2020/2021
Propina: 697 €
Candidaturas: 63 € (regime de mudança de par instituição/curso) | 40,00 € (regime de reingresso)
Inscrição/matrícula: 40,00 €
Seguro: 2,50 €