Palestra com Mariana Tengner Barros

10 maio 2018 | 14h00
Sala C.1.07

Mariana Tengner Barros, coreógrafa e performer, num contexto de parceria desenhada entre a BoCA e a Escola Superior de Dança, irá dar uma palestra aos alunos do 2º ano  (Turmas 41 e 42) do Curso de Licenciatura em Dança da ESD.

Nasceu em 1982 e é licenciada em dança pela Northern School of Contemporary Dance (Reino Unido, 2003). Completou o Programa de Estudo e Criação Coreográfica-PEPCC, do Fórum Dança (2009) e integrou o projeto Solo Performance Commissioning Project “At Once”, dirigido pela coreógrafa Deborah Hay (Findhorn, Escócia), em 2009.
Entre 2004 e 2005 foi artista associada da Northern School of Contemporary Dance, onde coreografou BEST IMITATION OF MYSELF para a companhia VERVE05, e cofundou, com Said Dakash, o coletivo artístico The Resistance Movement, em Leeds.

Criou e interpretou: AND SO?…THE END (2010); APRÈS LE BAIN (2011) THE TRAP (2011), vencedor do Prémio do Público Jardin D’Europe, Áustria; PEÇA DO CORAÇÃO: FOR HIM (2012); A POWER BALLAD (2013) e RESSURECTION, duetos com o coreógrafo Mark Tompkins, THE WEATHER™ (2016) e EXI(S)TS (2018).
No Ballet Contemporâneo do Norte, criou END OF TRANSMISSION (2014), o solo MACHA (2015) e a peça infantil O NOME DA HISTÓRIA (2014). Para a companhia londrina Edge -The Place criou DANCE AGAINST THE MACHINE e RIDERS ON THE STAGE (2014/15).

Colaborou com vários artistas em diferentes projectos, salientando: Agnieszka Dmochowska Said Dakash, Raquel Castro, Elizabete Francisca, Pedro Bandeira, António Mv, Nuno Miguel, Rogério Nuno Costa, Vânia Rovisco, Nuno Ferreira, Filipe Lopes, João Costa Espinho, João Ferro Martins, João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira, Abraham Hurtado, Mark Tompkins, Davis Freeman e Meg Stuart.
Como intérprete destaca o trabalho com os criadores Meg Stuart, Filip van Huffell, Né Barros, Francisco Camacho, Jerôme Bel, Carlota Lagido, Tiago Cadete, Rafael Alvarez, John Romão, Rogério Nuno Costa e Dinis Machado.
Fundou a Associação A BELA, em 2013, da qual é diretora artística.

A BoCA de Mariana Tengner Barros

Nos últimos anos, a coreógrafa e bailarina Mariana Tengner Barros tem a necessidade de procurar memórias adormecidas do inconsciente coletivo, rituais invocados, inventados, o despertar de entidades. No contexto da BoCA Bienal criou, em 2017, a performance duracional de 5h, "Instruction for the Gods - i4G", para o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, em que concebeu 9 danças mantras que protagonizou com a colaboração do músico Johnny Kadaver e do estilista Estelita Mendonça,
Sob o pretexto de uma parceria desenhada entre a BoCA e a Escola Superior de Dança, incia-se o ciclo de encontros "A BoCA de" que convida artistas diferentes a falarem do seu trabalho em torno da bienal BoCA. A 10 de maio (14h-15h30), Mariana Tengner Barros desloca-se à ESD para falar do seu trabalho e dialogar com a comunidade académica.

www.bocabienal.org
facebook.com/boca.bienal

Posted in Notícias.